Óleos vibracionais, o que são?

Óleos vibracionais, o que são?

9 minutos de leitura

O uso dos óleos essenciais como forma de complementar terapias, muita gente já ouviu falar.

Mas, e óleos essenciais vibracionais. Você conhece?

Para conversar sobre esse assunto tão interessante, convidamos a fundadora da Abraroma, Associação Brasileira de Aromaterapia e Aromatologia, Sandra Spiri. 

Psicóloga de formação, Sandra atua como Psicoaromaterapeuta e terapeuta Floral. Também é fundadora do Inepa, Instituto Nacional de Ensino e Pesquisa em Aromaterapia, pesquisadora e produtora dos sistemas terapêuticos S.U.A.Vi, o sistema único de Aromaterapia Vibracional, que existe há 20 anos.

Também é sintetizadora e produtora do Sistema Florais da Vida. E proprietária da Vida Bothânica, uma indústria brasileira de cosméticos e produtos naturais. 

Como os aromas entraram em sua vida e como isso a transformou?

Foi logo que eu estava terminando minha faculdade de Psicologia.

Fui assistir a uma palestra de uma médica homeopata na minha cidade, em Bauru, e ela apresentou ali as 38 essências florais, do Doutor Bach. E explicou as suas atuações no campo sutil, nos campos de consciência e isso me abriu uma visão muito especial. 

Eu estava terminando a faculdade, com um conhecimento muito profundo que nós temos que ter da Psicanálise e Psicoterapia, e ali (na palestra) me apresentava, então, uma possibilidade de cuidar do outro de maneira mais natural e mais rápida. 

E eu comecei a fazer todos os cursos possíveis, que na época eram poucos, porém rico em relação à Terapia Floral. A Aromaterapia entrou em seguida, porque eu já tinha um interesse muito grande pelos aromas do mundo. Desde a infância, era muito importante para mim sentir, perceber, descobrir. O aroma já é da minha alma e já conhecendo a terapia floral, logo os óleos essenciais entraram na minha vida, como algo que parecia que já fazia parte. A Aromaterapia se fez necessária no estudo real do que é um óleo essencial, a sua função química, os princípios ativos, a sua atuação no físico, no emocional. E nunca mais parei de estudar. 

Eu deixei de ter uma visão somente acadêmica e fui procurar outras técnicas, outros cursos, outros estudos complementares. E eu me sinto totalmente privilegiada de ter descobertos essas duas terapias, a Terapia Floral e Aromaterapia no final da minha faculdade porque eu pude agregar todo um conhecimento muito lindo e rico da Psicologia que me deu todo esse encantamento que é a Terapia Floral.

Porém, nós precisamos ter o embasamento. Não basta apenas conhecer para que serve um floral, para que serve um óleo essencial. O profissional precisa ter o embasamento na área da saúde, da personalidade humana, precisa ter toda uma base estruturada para poder fazer o seu atendimento porque se ele direcionar apenas para que serve um óleo essencial baseado num sintoma que o cliente traga, fica uma terapia muito superficial, correto? Não há aprofundamento e não chegamos à causa, porque cada indivíduo é um, cada sintoma deve ser visto como único daquela pessoa e isso tudo nos leva a necessidade novos conhecimentos para entender o indivíduo como um todo. 

A Psicologia meu deu todo o embasamento e todo o suporte necessários que eu preciso para poder fazer os atendimentos de uma maneira correta e com resultado satisfatório.  

Qual a diferença entre a Aromaterapia Vibracional e a Tradicional?

A Aromaterapia é uma só e não existem duas Aromaterapias, Vibracional e Tradicional. A grande diferença é o produto e a forma de uso.

Na Aromaterapia Tradicional nós usamos óleos essenciais, concentrados, exatamente como foi retirado da destilação da planta, selecionada e pelo método de extração que também foi obtido ali. Sem nenhum outro tipo de componente ou preocupação que nós temos, no caso, na Terapia Vibracional. 

Na Aromaterapia Vibracional, nós selecionamos o óleo essencial (devem vir dos melhores produtores com todos os cuidados possíveis, que conseguimos saber por meio dos laudos e dos exames e que são feitos sob os óleos essenciais). A partir do óleo essencial, ele é produzido de outra maneira, alquímica, agregado aos componentes que estão na natureza. A principal é a influência lunar. Para começar, um óleo essencial vibracional é preparado através desse processo alquímico que é exclusivo do sistema único de aromaterapia vibracional, que a sigla é S.U.A.Vi, a partir do momento lunar. Cada óleo essencial (nós temos 91) é preparado em um momento exclusivo da fase lunar. Por exemplo, Lavanda, é preparado somente na Lua Nova porque ele traz o conceito de renovação. 

lua nova

O potencial energético captado no momento do preparo da Lua Nova irá caracterizar o óleo vibracional de Lavanda como um óleo de limpeza, de purificação e de profunda faxina nas emoções. Trará essa conotação da renovação, porém, além da lua, temos uma visão de que, assim como os seres humanos têm camadas vibracionais, que são os corpos sutis, as plantas também têm. E essas camadas sutis, revelam cores.

Outro conceito que trabalhamos é a função cromática do óleo essencial. Cada óleo essencial tem uma frequência cromática. O óleo essencial de Lavanda, traz a luz branca que vem complementar essa função da limpeza. Todos os óleos essenciais que vibram no branco carregam essa função de limpeza, de purificação entre outras funções.  Agregamos alguns conceitos terapêuticos ao óleo essencial, como por exemplo a função cromática, que corresponde a quinta camada vibracional da planta; consideramos a potência lunar, que confere uma lapidação muito especial e foco direcionado, na atuação do óleo essencial. Nós trabalhamos com potência numérica, desde a preparação do produto, até o momento em que a pessoa usa o óleo essencial vibracional. Para cada óleo essencial vibracional possui um número de gotas que é necessário usar. Por exemplo: o óleo essencial vibracional de Lavanda da Lua Nova são 10 gotas. O óleo essencial vibracional de Mentha da Lua Nova e também da Lua Crescente são 3 gotas. O óleo essencial vibracional de Olíbano da Lua Cheia são 7 gotas.

Esse número corresponde a uma chave, a uma quantidade de alimento que é necessário para abrir campos de consciência no indivíduo quando ele usa o óleo essencial vibracional.

No óleo essencial tradicional não tem isso. Nós trabalhamos com limites de segurança, com concentração, com notas de classificação, e isso não acontece na Aromaterapia Vibracional. Além disso, consideramos a qualidade energética, Yin e Yang, que também é importante conhecer do óleo essencial e do cliente. Nós temos vários conceitos na Aromaterapia Vibracional que não consideramos na Aromaterapia Tradicional, o que facilita muito o uso desse novo Sistema.

Além do que não há nenhuma contraindicação, usando a Aromaterapia Vibracional, todo mundo pode usar, não tem toxicidade alguma, já nos óleos essenciais existe sim toxicidade e contra indicações e o custo também é bastante reduzido em relação ao óleo essencial. Essas vantagens todas vêm para ampliar a Aromaterapia para todos, para que todos possam fazer uso. 

E andam em conjunto. Não vamos deixar de usar um óleo essencial, nós vamos sempre agregar um óleo essencial vibracional a um óleo essencial tradicional, até mesmo para diminuir a sua concentração porque com ele potencializado em conjunto com o óleo vibracional, nós podemos usar menos óleo essencial, e isso o planeta agradece e muito.          

Você poderia nos explicar como as vibrações dos óleos essenciais ou aromas atuam sobre nosso ser?

Essas vibrações dos óleos essenciais atuam melhor no nosso corpo sutil. No mental, no emocional, no espiritual. E, com isso, nós temos uma ação mais rápida, para acessar os campos de consciência e realmente fazer as transformações necessárias que nós precisamos. Enquanto o óleo essencial tradicional é mais denso e tem uma atuação no físico mais rápida, quando se fala em Aromaterapia Vibracional, sua atuação é do sutil para o físico. Por isso, é muito bom usar os dois juntos porque eles vão fazer um trabalho em conjunto e o resultado é muito mais rápido. Quando nós queremos trabalhar com emoção, com o corpo espiritual energético, nós precisamos de elementos mais leves, mais sutis. Por isso que a Aromaterapia Vibracional tem uma atuação mais rápida nesse sentido. 

Pela leveza da Aromaterapia Vibracional, do S.U.A.Vi, ele é capaz de caminhar no nosso campo energético e sutil a 300 km por segundo. Enquanto um óleo essencial denso e até outro produto fármaco caminha a 1 cm por segundo. A rapidez é maior quando usamos um produto vibracional. Ele abre caminho para receber o óleo essencial. Abre caminho para receber uma outra técnica, por isso está sendo tão bem visto e usado. E, cada vez mais, as pessoas que o conhecem e respeitam suas formas de uso tem resultados bastante eficazes e valorosos para a saúde geral e para o bem-estar.

Pode nos explicar seu trabalho com os florais?

No conjunto de técnicas oferecidas pela terapia complementar nós temos vários caminhos. E dois são esses: a Terapia Floral e a Aromaterapia. Eles podem caminhar lado a lado, são parceiros, são complementares, produtos naturais e são muito eficazes para trabalhar as questões da alma. 

Nessa caminhada como pesquisadora, eu desenvolvi um sistema de essências florais chamado Florais da Vida que são essências extraídas das sementes e frutas e de algumas plantas muito especiais no Brasil e de outros países também.

Elas são chaves para atuarem diretamente nos campos de consciência e por isso formam uma parceria de sucesso quando aliados ao S.U.A.Vi ou mesmo aos óleos essenciais tradicionais.

Em tempos de transição, como o que estamos vivendo atualmente, como os aromas podem nos ajudar nessa travessia para termos mais leveza e aceitação?

Tanto o aroma como a terapia floral são veículos de muita transformação. Eles ajudam a nos entender, a aceitar o nosso caminhar, a refletir com sabedoria, porque eles acessam campos na nossa alma que estavam adormecidos e faz com que tenhamos um novo olhar para a vida, trabalhando a paciência, a tolerância, a aceitação, o perdão, a gratidão, o amor, o respeito, a ética, a compaixão, sentimentos nobres que estavam guardados na nossa gaveta do inconsciente, e que precisaram vir à tona. Para podermos enfrentar essa pandemia, essa transição planetária, que estamos vivendo. Então, os aromas vieram para dar chão, estrutura, fortalecimento.  E eles estão, de braços abertos, esperando o indivíduo, se achegar, para que eles possam fazer o seu trabalho e eles fazem muito bem. Basta a gente querer que nossa melhor parte venha à tona. 

Pode nos traduzir, em breves palavras, o que hoje os aromas representam em sua vida?

Representa a coluna vertebral da minha história profissional porque toda minha vida, hoje, está voltada para o estudo dos óleos essenciais. Eu tenho uma empresa, chamada Vida Bothânica, que é uma indústria de produtos naturais, orgânicos e veganos. E, com isso, eu vivo no intuito de espalhar, quanto que um aroma ou Terapia Floral pode beneficiar. Tenho cursos on-line e de iniciação para quem quer aprender os primeiros passos, para quem quer saber o que é, para cuidar de si. Tenho curso de formação profissional para o uso do S.U.A.Vi, com mais de 120 horas de estudo, ou seja, a Aromaterapia tomou conta de maneira bastante positiva na minha vida.

frasco com óleo essencial

Me ajuda a manter meu bem-estar, enfrentar minhas dores e desafios pessoais. Logicamente, não podemos descartar a ajuda de um médico. Ele é necessário e muito bem-vindo. Os aromas são suporte emocional, energético e sustentação para que possamos caminhar de maneira mais segura, acreditando que o bem vence. Colocando o positivismo em nossa mente. Quem nos ajuda a enxergar uma vida melhor, com certeza, são os aromas. 

Eu vivo isso de maneira intensamente, muito gostosa, muito prazerosa. Então, realmente é uma honra poder ter na minha vida os caminhos perfumados e floridos da Aromaterapia e da Terapia Floral.  

Para mais informações: 

www.sandraspiri.com.br
@sandraspiri

Incensos naturais e
artesanais desde 1990

Acesse nossa loja online para conhecer
nossos produtos naturais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe este post com mais pessoas!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no pinterest
Pinterest