fbpx

O que é aromaterapia e como ela ajuda a ter mais disposição?

5 minutos de leitura

O uso de óleos essenciais no tratamento de desequilíbrios físicos e mentais é realizado desde a Antiguidade, mas ainda há muito desconhecimento sobre o que é aromaterapia e como essa prática pode trazer benefícios para a saúde no dia a dia.

Por muito tempo, os aromas foram associados a perfumes e procedimentos estéticos. No entanto, isso mudou com a evolução médico-científica, que veio comprovar que as substâncias aromáticas naturais também têm fins terapêuticos e contribuem para a prevenção e o combate de doenças.

Diante das dúvidas que surgem sobre esse tema, separamos algumas questões para explicar os fundamentos da aromaterapia e suas principais indicações. Confira as respostas neste post!

Afinal, o que é aromaterapia?

A aromaterapia é um método terapêutico alternativo e complementar que se baseia no uso de óleos essenciais para proporcionar bem-estar e saúde. Essas substâncias aromáticas são encontradas em folhas, sementes, talos, cascas, raízes, caules, flores e frutos das plantas.

De maneira geral, podemos dizer que os aromas auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico, na ativação de memórias e no alívio de sintomas tanto de problemas físicos quanto mentais, como infecções, dores, insônia, estresse, depressão e ansiedade.

Apesar de ter sido uma prática comum entre os povos antigos, o termo aromaterapia foi usado pela primeira vez no final dos anos 1920 pelo químico e botânico francês René-Maurice Gattefossé, que dedicou sua vida à investigação da composição química e das propriedades das plantas aromáticas. A partir de suas descobertas, esse sistema terapêutico ganhou adeptos no mundo todo, impulsionando as pesquisas na área.

Como a aromaterapia funciona?

Quando inaladas, as moléculas dos óleos essenciais chegam aos canais olfativos, que enviam informações ao sistema límbico — parte do sistema nervoso central responsável pelo controle das emoções e dos comportamentos sociais.

Nesse processo, o cérebro interpreta os estímulos externos e manda sinais para o resto do corpo, proporcionando diferentes sensações, como calma, relaxamento e felicidade. Em outras palavras, os aromas são capazes de influenciar nosso humor e estado emocional, além de alterar nosso comportamento em determinadas situações.

A aromaterapia também auxilia na prevenção e na cura de doenças e lesões devido a algumas substâncias aromáticas com propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, antissépticas, antioxidantes, anticongestionantes, entre outras.

A difusão aérea é o processo de tratamento mais conhecido, mas os óleos essenciais podem ser utilizados ainda em banhos de imersão, inalações, compressas, massagens e escalda-pés e como matéria-prima na produção de cremes, xampus, condicionadores, perfumes, incensos e sprays de ambiente.

Antes de iniciar o tratamento, o recomendado é consultar um aromaterapeuta para conhecer as contraindicações do método e fazer uma avaliação inicial, focada tanto em aspectos físicos quanto psicológicos. Assim, será mais fácil montar uma estratégia personalizada para suprir suas necessidades.

Quais são as principais indicações dos óleos essenciais?

A seleção dos óleos essenciais é uma das etapas mais importantes na aromaterapia, pois cada um deles é interpretado de uma maneira pelo cérebro, resultando em respostas distintas do organismo.

Para escolher os aromas certos, é preciso entender as propriedades das substâncias e saber como cada uma delas age para equilibrar o corpo e a mente. Entre as principais indicações da aromaterapia estão as que seguem.

Diminuição da ansiedade

Como visto, os óleos essenciais têm efeitos terapêuticos calmantes e relaxantes, capazes de trazer disposição e benefícios físicos e emocionais. Por isso, eles são bastante indicados para quem é ansioso e precisa lidar com situações desafiadoras na rotina.

Nesse caso, um dos aromas mais eficientes é o palo santo, uma madeira com propriedades revigorantes e purificadoras composta por três substâncias:

  • limoneno — que tem como característica aguçar a criatividade e combater a ansiedade;
  • terpineol — que tem ação bactericida, fungicida e tônica e ajuda a fortalecer o sistema imunológico;
  • menthofuran — que é antiviral e anticongestionante.

Outro aliado no combate dos sintomas da ansiedade é o capim-limão, uma erva que dá uma sensação de frescor e calma para o ambiente. Quando utilizada na aromaterapia, essa substância aromática ajuda a reduzir a hiperatividade e favorece a intuição, o discernimento e uma percepção mais leve do mundo.

Relaxamento

O óleo essencial de lavanda é um dos compostos mais conhecidos e recomendados para quem busca relaxamento do corpo e da mente. Essa flor nativa da região do Mar Mediterrâneo tem um aroma fresco, doce e revigorante, que proporciona sensação de serenidade, força, paz e alegria.

Essa substância aromática também pode ser usada para aliviar o estresse, a angústia, a agitação, a insônia, a depressão e a melancolia, pois possui propriedades calmantes e sedativas que ajudam a controlar o excesso de emotividade e afastar pensamentos e sentimentos ruins ou desagradáveis.

O olíbano, conhecido também como franquincenso ou “incenso verdadeiro”, é outro aroma que promove relaxamento por trazer elevação espiritual. O uso do óleo essencial de olíbano extraído de uma árvore originária da Ásia e da África facilita a introspecção e o alcance da harmonia e da paz interior.

Melhora da concentração e da memória

O alecrim é uma erva nativa da costa do Mar Mediterrâneo com aroma intenso. Essa substância aromática é comumente associada ao crescimento, à inspiração e à transformação. Seu óleo essencial é energético, adstringente e estimulante, o que contribui para aliviar a tristeza, aumentar a disposição e melhorar a concentração e a memória.

Já o breuzinho é uma seiva branca muito aromática retirada do tronco de uma espécie de árvore da Floresta Amazônica. Essa resina natural tem propriedades terapêuticas, revitalizantes e calmantes que auxiliam no aumento da concentração, na organização dos pensamentos e no equilíbrio das emoções.

Quem quer estimular a memória também pode utilizar o óleo essencial de estoraque, uma resina natural de aroma adocicado e floral marcante proveniente de uma árvore típica da Ásia Menor. Essa substância proporciona sensação de clareza, afetividade, conforto e plenitude.

Então, gostou de saber o que é aromaterapia e como ela contribui para a saúde e o bem-estar, dando mais disposição no dia a dia? Aproveite que está por aqui, entre no nosso site e confira as linhas de home spray e incensos naturais e artesanais feitos com óleos essenciais e aromas da própria matéria-prima!

Incensos naturais e
artesanais desde 1990

Acesse nossa loja online para conhecer
nossos produtos naturais

Deixe um comentário

2 comentários

Compartilhe este post com mais pessoas!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on pinterest
Pinterest